sábado, 19 de março de 2011

Scrapeando minhas fotos

Tenho uma amiga pesquisadora, super curiosa que um dia me falou sobre uma técnica para fazer álbuns de fotografias. Ela tinha visto algo na internet, tinha conhecido uma loja no Rio de Janeiro e achou que eu iria adorar. Ela me passou um link ou me disse a palavra para procurar, não me lembro bem como foi essa apresentação.

Uau!!! Verdade: me apaixonei pelo novato(?) Scrapbook.

Como sempre gostei de fotografias e já vinha há muito tempo digitalizando todas as fotos e slides que tinha aqui em casa, foi algo automático: pensei… “por que não fazer álbuns digitais com todas as minhas fotos, mas usando os papéis e elementos que comecei a descobrir na internet?

Mesmo naquela época (nem me lembro mais o ano…), comecei a encontrar coisas lindas. Lógico: a maior parte das coisas que eu pegava pra mim era grátis. Como ainda não sabia como mexer com tudo aquilo, não estava disposta a gastar meu dindim com aquelas coisas todas que via.

Um dia, pesquisando no Google, acabei encontrando o site Scrapdiary. Aí minha paixão começou pra valer: fiz o registro, comecei a ler tudo que encontrava no fórum, perguntava muito e seguia tudo que era possível.

scrapdiary

Comecei a aprender como trabalhar no Photoshop (comecei na época do Photoshop CS). Lógico que no início eu não sabia nada, só sabia abrir os papéis e elementos, arrastar tudo e simplesmente colocar uma foto… e já era muito.

Mas aí minha curiosidade já estava a mil e eu lia tudo que encontrava. E vivia procurando tutoriais, tanto no fórum Scrapdiary quanto na internet em geral. E fui descobrindo também os sites estrangeiros (principalmente os americanos) e fui amando, e amando, e amando…

E descobrí o site ScrapGirls, que adoro até hoje. Foi no site SG que comecei a comprar a maioria dos kits que tenho no meu computador.

  SG_Anniversary_WordArt_AMC_License

É lógico que também olhava sempre outros sites, afinal a internet tem coisas lindas de scrapbook. Principalmente o scrap digital, que sempre foi mais fácil para mim.

Aproveito esse ponto para falar algo que chega a ser engraçado: quem me conhece sabe bem o que significa pra mim.

Sou uma pessoa que A-D-O-R-A papel. Desde pequena sou frequentadora assídua de papelarias e livrarias, não importa de que tipo. Amo esse ramo do comércio. Daí minha dificuldade em fazer scrap utilizando papéis e outros enfeites encontrados por aí nas lojas de scrapbook. Tenho verdadeiro “horror” de rasgar esses papéis lindos de scrap que vemos nas lojas – tenho muitos aqui em casa, tudo esperando melhores oportunidades para serem devidamente usados.

Com o scrap digital tudo é mais fácil. Voce compra um kit e pode usá-lo quantas vezes forem necessárias, pode mexer, dobrar, cortar… e tudo sempre fica igual no seu computador.

Admito que o scrap artesanal é lindo, até já me arrisquei a fazer alguns LOs, tenho até um fichário com esses LOs, tenho muitos papéis e muitos elementos e objetos do scrap artesanal. Sou uma consumidora de mão cheia (pelo menos, eu era).

Um dia ainda pretendo fazer um álbum de scrap artesanal, motivo: minha família (histórias, fotos, árvore genealógica etc.)

Mas por enquanto vou seguindo minha trilha no scrap digital, me divertindo no meu computador e tentando aprender cada vez mais os segredos do Photoshop (já estou caminhando para instalar o Photoshop CS5).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

  © Blogs Boutique

blog boutique
alpha banner by Kate Hadfield

Back to TOP